5 de abril de 2009

Sobre anjos

Hoje existem muitas campanhas: os negros lutam contra o preconceito racial, os homossexuais lutam contra a homofobia, as pessoas portadoras do vírus da AIDS, mas não é sobre eles que vou escrever..eles são importantes sim, mas durante toda a minha vida nunca li um texto que falasse sobre o preconceito contra crianças especiais.
Você deve estar se perguntando: que crianças especiais?
Bom, na ficha médica delas vem escrito "autismo" , "síndrome de down" ou "deficiência intelectual", as duas caracterizadas em grau baixo, médio ou alto. Alguns deles estudam, outros não. Alguns nos entendem, outros não, mas seria muito melhor se tentássemos entendê-los.
Me chateia profundamente quando ouço alguém chamá-los de loucos ou retardados, não sei mas eu penso que louco e retardado é quem mata, quem rouba, quem vê o mundo acabando e não faz nada, quem vê políticos roubando e também não faz nada. Louco é quem maltrata os filhos ou maltrata os pais e retardado é o preconceito.
Não sei se é pela falta de informação ou pobreza de espírito que as pessoas olham com olhar de reprovação. É até compreensível a curiosidade de cada um, mas fazer cara de nojo não é muito legal.
É só perceber o quanto elas são especiais, é só parar um pouquinho e sentir o amor puro que cada uma delas carrega dentro de si, sabe? Aquele amor vindo da alma e que habita os solos da emoção. Deus não as mandaria para cá por mero acaso, quem sabe ele talvez queira despertar a humanidade em cada um?
Por tudo isso, acredito que essas crianças sejam anjos do céu, e, se Deus insiste em pôr anjos neste mundo.. é porque de certa forma, Ele ainda não desistiu dos seres humanos.



6 comentários:

Junior disse...

ah eu tenho um primo especial, ele é um graça, pena que minha tia -avo nao deu os devidos cuidados a ele, e hj ele alem do down tem obesidade, aos 11 anos
eles merecem uma atenaçao bem especial das familias e do governo

Junior disse...

vamos dar atenção a eles nao é mesmo amiga, seria uma causa mto valida

Ita (mamãe) disse...

Este texto foi o mais lindo que você já escreveu, existem realidades que só passa quem sente, e termos "pessoas especiais" próximas a nós, seja da familia ou não, merece todo o nosso respeito e isto é a única forma de entender o que tudo isso significa.
Não escolhemos essas pessoas, e nem elas escolhem para estar perto de nós.
Deus, de alguma forma, está dando sinais de que precisamos rever alguns conceitos de nossas vidas, porque existem pessoas que são "normais" e ao longo do seu caminho, por uma fatalidade acabam por se tornar "especiais" também. Seja num acidente ou numa doença.
Não cabe à nós julgarmos ninguém, o "diferente" também pode ser encarado como o "normal", porque o dia de amanhã nunca vai ser nosso, e isso ninguém modifica.

Você é uma grande pessoa, você vê com os olhos do coração, você não está aqui por acaso, porque você é muito iluminada, e a sua luz vai poder fazer os outros verem o mundo de uma forma bem melhor.
Eu te amo.

mc offfff! disse...

eu achei seu texto lindo poxa
muito lindo mesmo!

Rafa tio disse...

NOSSA TIAA
lindo o textoo
profundoo, simplesmente espetacular:D

continue assim viuu tia, escrevendo muitoo.

Ana Célia disse...

nossa, esse post caiu como uma luva pro meu blog!
Que bom saber que há pessoas como vc, que se preocupam com essa questao; que se preocupa em entender eles.

ótimo post!
Obrigada pela visita viu!?